Perguntas Frequentes

Biomassa é toda matéria orgânica de origem vegetal ou animal usada com a finalidade de produzir energia, como carvão, lenha, pellets, briquetes, bagaço de cana-de-açúcar, entre outros.


São muitas as vantagens do uso da biomassa na produção de energia, como: o baixo custo, econômico (entre 50 a 90% quando comparado à energia elétrica) o fato de ser renovável, permitir o reaproveitamento de resíduos e ser bem menos poluente que outras fontes de energia como o petróleo ou o carvão.


A renovação da biomassa ocorre através do ciclo do carbono. A queima da biomassa ou de seus derivados provoca a liberação de CO2 na atmosfera. As plantas, através da fotossíntese, transformam esse CO2 nos hidratos de carbono, liberando oxigênio. Assim, a utilização da biomassa, desde que não seja de forma predatória, não altera a composição da atmosfera.


A Europa e outros países desenvolvidos são amplamente adeptos desse tipo de combustível e sua utilização vem crescendo no Brasil.

A Topema é detentora de uma tecnologia exclusiva de queima limpa de biomassa, onde a própria fumaça é incinerada na fornalha ao invés de sair pela chaminé. Sem o uso de qualquer filtro, a própria fumaça é incinerada através de injeção balanceada de ar e combustível, permitindo a queima completa como ocorre, por exemplo, na queima de gás.
Dessa forma, podemos queimar Biocombustíveis renováveis, sustentáveis e ecológicos, como os briquetes, pellets, madeira de reflorestamento e até lixo orgânico, sem contribuir com o efeito estufa e com economia de até 90%. A fornalha de QUEIMA SEM FUMAÇA pode ser acoplada a qualquer sistema de aquecimento: aquecedores de água, piscinas e processos industriais, caldeiras, aquecedores de ar, incineradores, entre outros.

Os aquecedores Topema Energia não funcionam como caldeiras. São vasos abertos, sem pressão interna e sem risco de explosão. Todos os aquecedores podem usar Lenha de reflorestamento (eucalipto), pellets ou briquetes.
Possuem grande durabilidade por serem construídos em chapas de grande espessura, tubos de aço especial para caldeiras (norma ASTM A 178), chaminés e trocadores de calor em inox, bombas de circulação com rotor de bronze e selo de Viton. Os aquecedores podem pesar de 4 a 5 vezes mais que outros da mesma potência.

Mau uso dos aquecedores
O investimento em um sistema de aquecimento de grande porte precisa ser bastante ponderado. Um equipamento com preço baixo demais pode ser a causa de grandes prejuízos por conta da baixa durabilidade, do consumo excessivo de combustível, da produção insuficiente de água ou pelo baixo rendimento térmico.

Uma máquina fabricada com material de qualidade deve possuir:
● Tamanho proporcional à potência
● Peso compatível com a espessura das chapas utilizadas
● Fornalha dimensionada corretamente para permitir total combustão
● Área de troca suficiente para absorver todo o calor gerado
● Espaço suficiente para queima total das partículas na máquina
● Área suficiente para escoamento de gases
● Arquitetura que facilite a limpeza

● Qual o espaço necessário para instalação dos aquecedores?
A máquina e o combustível ocupam pouco espaço. Uma tonelada de Pellets ou briquetes, corresponde a mesma energia de 401 kg de gás GLP. Um m2 de lenha de reflorestamento corresponde a 112 kg de gás GLP. Os aquecedores a biomassa também exigem pouca mão-de-obra, sendo alimentados poucas vezes por dia.

99% madeira de pinus + 1% de farelo de arroz.

– Densidade a Granel: 657,75 Kg/m3

– Umidade base seca: 5,36%

– Umidade base úmida: 5,80%

– Teor de cinzas: 0,59%

– Poder calorífico superior: 4743,5 Kcal/Kg

– Poder calorífico útil: 4161,11 Kcal/Kg

– Durabilidade mecânica: 99,22%

– Finos: 0,03%

– Diâmetro: 6,10mm

– Comprimento: 25,21mm

A queima de pellets mostrou-se surpreendentemente eficiente em termos de emissão ambiental de CO, NOx e SO2. Confira a seguir:

 

– Combustível com baixa emissão de CO2;

– Proporciona melhor equilíbrio ao meio ambiente;

– Matéria-prima proveniente de áreas de reflorestamento legais;

– Combustível ambientalmente e economicamente viável;

– Ausência de fumaça;

– Ambiente de produção mais limpo;

– Isento de metais pesados.

– Atóxico (isento de produtos químicos);

– Desidratado e esterilizado a 700 graus centígrados;

– Alto poder calorífico;

– Baixíssima emissão de CO2;

– Isento de metais pesados;

– Embalados em big bag (700 a 1.200 kg) e sacos valvulados de 20 kg.

Os pellets de madeira são produzidos com matéria-prima de procedência certificada e legal, tais como serragem virgem e resíduos florestais, oriundos de reflorestamento.

– Economia de até 70%;

– Abastecimento automatizado;

– Redução de mão de obra;

– Maior segurança e menor risco de incêndio;

– Economicamente viável;

– Redução de custo de logística e armazenagem.

– Economia;

– Automação;

– Redução de mão de obra

– Significativa redução de área de estoque;

– Ausência de fumaça;

– Ambiente mais limpo.

– Aquecimento de água;

– Comércio;

– Indústrias;

– Residências;

– Higiene animal.

Shopping Basket